Guaíra – Cerca de 5 mil pessoas participam de protesto contra demarcação de terras


Milhares de pessoas se reuniram nesta quarta-feira (06) em Guaíra durante um protesto contra a demarcação de terras indígenas na faixa de fronteira.

A manifestação pacífica começou no início desta tarde em frente a agência do Banco do Brasil e os manifestantes percorreram grande parte das ruas na região central de Guaíra, até próximo à Ponte Ayrton Senna.

O ato conta com apoio da Organização Nacional de Garantia ao Direito de Propriedade e demais representantes de diversos segmentos da sociedade.

De acordo com a organização, a manifestação também tem caráter de repúdio às ações do Ministério Público Federal, que estaria inerte diante do grave problema.

Informações preliminares indicam que aproximadamente 5 mil pessoas participaram do ato, envolvendo agricultores, autoridades, lideranças e população em geral dos municípios de Guaíra e Terra Roxa, além de moradores do Mato Grosso do Sul.

O prefeito de Terra Roxa, Altair Donizete de Pádua, participou da manifestação pacífica. Durante pronunciamento, ele disse que defende a rápida regularização desta situação, que já perdura há bastante tempo. Para ele, o impasse deve ser resolvido em um consenso, sem que nenhum dos lados seja prejudicado.  

A situação entre agricultores e índios já se arrasta por mais de 10 anos, desde a primeira invasão dos índios a uma propriedade rural. Atualmente, são 13 invasões registradas em 18 áreas nos municípios de Guaíra e Terra Roxa.

Segundo levantamento feito recentemente pelas autoridades, existem mais de 2 mil índios abrigados em áreas ocupadas desde então. E muitos deles têm origem paraguaia.