Cooperativas do PR tiveram prejuízo de R$ 1 bilhão em dez dias de greve dos caminhoneiros, diz Ocepar


Um balanço divulgado pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), nesta quinta-feira (31), aponta um prejuízo de R$ 1 bilhão para o setor cooperativista em todo o Paraná em dez dias de paralisação.

Não há pontos de bloqueios dos caminhoneiros nas rodovias federais e estaduais do Paraná desde as 16h de quarta (30), de acordo com a Defesa Civil. Também não há mais filas de veículos para abastecer nos postos de combustíveis. O cenário é um reflexo do fim da greve dos caminhoneiros no estado.

Conforme a Ocepar, das 25 unidades cooperativas, 16 já haviam retornado a normalidade e outras 9 também retomaran suas atividades nesta quinta.

“Essas perdas também atingem os cooperados, que deixaram de fornecer seus produtos para as agroindústrias, sem falar nos 35 mil funcionários que foram dispensados durante o período” informou a Ocepar.

Durante esses dez dias de paralisação, produtores cooperados, juntamente com as seis agroindústrias de processamento de leite das cooperativas paranaenses, tiveram que descartar mais de 25 milhões de litros de leite impróprios para o consumo, conforme a Ocepar.

A ação gerou um prejuízo estimado de R$ 32,5 milhões, ainda de acordo com o sindicato.

Ainda conforme o balanço da Ocepar, 30 milhões de pintinhos tiveram que ser sacrificados porque não conseguiram chegar até as granjas. Em todo o Paraná, o setor possuí em alojamento 215 milhões de aves.

Cooperativas do Paraná tiveram prejuízo de R$ 1 bilhão em dez dias de greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução/RPC)

TRX Online com informações do G1 PR